Robalos e companhia

Novembro 28 2009

Uma vez que muita gente que se está a iniciar nesta apaixonante técnica – O Spinning Ligeiro desde a costa - a criação deste artigo tem como único objectivo contribuir para a elucidação de quem se inicia nestas lides e não está familiarizado com todos estes termos e técnicas. Assim, talvez a leitura deste artigo ajude a colocar em ordem algumas ideias e a saber o essencial para iniciar esta actividade de uma forma correcta, adequada e sobretudo responsável.

 

Parece que foi assim que tudo começou…:

 

Reza a história (não sei se é inteiramente verdade…) que um dia um senhor chamado Lauri Rapala, enquanto esperava o seu companheiro de pesca, reparou na forma como os peixes predadores caçavam pequenos peixes…vai daí, apanhou um pequeno troço de madeira e com o seu canivete começou a esculpi-lo até tomar a forma de um pequeno peixe…aplicou-lhe uns anzóis artesanais e água…qual não foi o seu espanto quando verificou que esta pequena e rústica “amostra” fazia maravilhas na captura de excelentes exemplares tanto em quantidade como em qualidade…

 

Estava criado o mito…que hoje se transformou n’ O Spinning actual de mar, …e também uma fantástica indústria que vende hoje, milhões de amostras pelo mundo inteiro…

 
Aptidões que promovem o Sucesso
 
A perseverança e a constância:
 

Se se pensa que basta adquirir ou possuir já, um bom equipamento é factor de sucesso, estão enganados, redundamente enganados. Aquela captura nunca está ali ao fim dos primeiros lançamentos, não.

É exigido ao iniciante (e não só!) muita paciência, muitas idas ao mar, umas atrás das outras para conseguirmos os nossos intentos. A chamada sorte de principiante é mesmo isso e só acontece por um mero acaso. Se o futuro spinnista não possuir estas qualidades de perseverança, paciência e muita insistência sem nunca desistir – pode ser que um dia consiga seja bafejado pelos “deuses do mar” e consiga a sua primeira marcante e viciante captura.

 
A experiência adquirida:
 

Costuma-se dizer que a experiência é um posto, é-o sem dúvida. Mas hoje em dia é muito mais fácil para quem se inicia nesta técnica “beber” muita informação, exemplo disso é o que se passa aqui nesta comunidade de pescadores: O Pesca com Amostras – onde a partilha de informação, os tópicos criados e as oportunidades surgidas através dos encontros de pesca com pescadores mais experientes, permite enormes saltos qualitativos…os sites e blogs nacionais e estrangeiros são também um excelente meio de nos familiarizarmos com técnicas e experiências de outros colegas.

 

Esta enorme vantagem se bem aproveitada é isso mesmo – uma vantagem, mas tornar-se-á num handicap se não houver a humildade de perceber que este é um mundo de muitas particularidades e caprichos, onde todos nós, estamos sempre a aprender e a tentar entender “o porquê” …por isso esta modalidade é tão apaixonante, é por isso um constante devir de conhecimento.

 

O conhecimento da espécie que se procura capturar:

 

Estudar e conhecer a espécie que se pretende capturar é fundamental para o sucesso. Saber como se alimenta, de que se alimenta, a sua morfologia, como se movimenta em actividade de caça, as suas características, os seus sentidos e como os aplica em seu próprio proveito são uma cadeia de factores e acontecimentos que nos favorece na sua busca e posterior captura.

 

No caso particular do robalo, como predador astuto e oportunista que é, maximiza em seu proveito todos estes factores minimizando sempre o esforço a despender na captura do alimento. Quando ataca a nossa amostra normalmente fá-lo por “ver” nela o alimento de que necessita.

 
O conhecimento dos pesqueiros:
 

Talvez seja o factor mais importante, é sem dúvida uma das chaves do sucesso. É importante conhecer o terreno, mapeá-lo mentalmente, verificá-lo em diferentes marés, acima de tudo observá-lo. Este é um dado fundamental na minha experiência de pesca. Poder fotografá-lo na maré-baixa e depois em casa estudá-lo é um excelente método para quem quiser ter sucesso nesta arte de pescar robalos com amostras artificiais.

Autor: Paulo Machado

www.pescacomamostras.net

publicado por Brito Ribeiro às 19:06

Robalos e companhia pretende contribuir para uma maior divulgação da pesca desportiva nas suas várias modalidades, norteado pela responsabilidade e pela defesa de um património que, se não for devidamente protegido, corre o risco de desaparecer breve
mais sobre mim
Novembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27

29
30


pesquisar
 
blogs SAPO