Robalos e companhia

Setembro 16 2009

Começando novamente a falar sobre marés,é de todos conhecido a influência direta da Lua no movimento das marés, que acontecem pela acção da força da gravidade entre Terra, Lua e Sol, o que gera atracção na superfície terrestre.

Como as águas são mais "maleáveis" que a Terra, sentem esta força com maior intensidade sendo puxadas em direcção à Lua, formando assim as marés grandes e pequenas, também conhecidas como marés vivas e mortas.


As marés funcionam em ciclos repetitivos de aproximadamente seis horas. Quando a maré atinge o seu ponto mais baixo é chamado de Baixamar, e quando alcança o nível máximo de uma maré cheia é conhecido por Praiamar. O intervalo de tempo em que o nível da água permanece estagnado por aproximadamente 30 minutos é chamado de Reponto.
As mudanças das fases da Lua determinam o comportamento do nível do mar e, por consequência, dos rios e canais de litoral.

Durante os períodos de Luas grandes (cheias e novas), há uma influencia na formação das grandes marés , pois a Lua e o Sol estão em oposição ou conjunção e ocorre um somatório de forças desses astros. Isso faz com que as águas corram em grande velocidade. Já durante as Luas crescentes e minguantes há o inverso , que são as marés mortas, onde as águas são calmas e de pouca velocidade.

 

As marés grandes, que possuem ciclos repetitivos de aproximadamente seis horas, são interessantes para a pesca de praia e costa, porque elevam a oferta de comida para os peixes nessas regiões.

Já as marés pequenas são ideais para a pesca na barra de rios, canais e em grandes profundidades, onde a corrente fica mais fraca, deixa a água mais limpa e permite que o barco fique mais estável no ponto.

Afirmar com certeza qual melhor maré ou lua para se praticar a pesca de alto mar é muito falivél. Sabemos no entanto, é um fato que, nas chamadas marés mortas pequenas, que acontecem quando a Lua está em fase minguante ou crescente, a corrente é menor, facilitando o posicionamento das iscas onde se deseja nomeadamente na pesca de alto mar.
Todo pescador sabe, por experiência própria, que o comportamento do peixe varia de uma hora para outra.Em determinado momento, ele ataca o iscos com grande vontade e noutras situações é indiferente á mais perfeita apresentação, de um isco por mais fresco e natural que ele seja.
 
Existe uma teoria sol/lua publicada em 1935, pelo pescador, caçador e pesquisador John Alden Knight. "Convencido sobre a influência gravitacional do sol e da lua sobre os seres vivos, ele iniciou a pesquisa observando o comportamento dos peixes durante os diferentes ciclos lunares.
Knight concluiu que, durante os períodos de maior atracção da gravidade do sol e da lua sobre a terra, a actividade dos peixes em busca de alimento era maior do que em períodos de baixa influência sol-lunar. Os seres vivos sentem tanto mais essas influências quanto mais baixa for sua categoria na escala biológica. Em outras palavras, um verme ou uma larva sofrem a predominância sol-lunar num grau superior ao peixe.
Conclui-se, assim, que os melhores períodos para a pesca são aqueles de maior ascendência sol-lunar, que podem ser achados em tabelas sol-lunares. É evidente que, condições adversas, tais como más condições de água, inversões térmicas, variações da pressão atmosférica - e a soma de outros factores - poderão alterar as regras dessa teoria.
 
Outra observação é que, nos períodos entre três dias antes e três dias depois das luas cheia e nova, foi batida a grande maioria dos recordes mundiais na categoria “all tackle” (maior peixe) homologados pela IGFA. Faz sentido, de acordo com a teoria."
Autor: Paulo Cardoso
publicado por Brito Ribeiro às 21:24

Robalos e companhia pretende contribuir para uma maior divulgação da pesca desportiva nas suas várias modalidades, norteado pela responsabilidade e pela defesa de um património que, se não for devidamente protegido, corre o risco de desaparecer breve
mais sobre mim
Setembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11

13
14
15
17
18
19

20
21
22
23
24
25

27
28
29
30


pesquisar
 
blogs SAPO